highlighted:

Pré-natal do Parceiro: Como nasce a iniciativa na UBS Resistência para o cuidado da Saúde do Homem?

Em 2014, na participação do I Seminário da Atenção Primária promovido pela Escola Técnica do Sistema Único de Saúde – ETSUS no município de Vitória, tive a oportunidade de compartilhar a experiência da Ação de Saúde do Homem desenvolvida na UBS Resistência naquele ano, incentivada pela campanha do “agosto azul” instituído pelo Ministério da Saúde para promoção do cuidado aos homens na faixa etária de 20 a 59 anos. Na ocasião, foi apresentada a experiência de uma unidade de saúde com a implantação da estratégia do Pré-natal Masculino em seu território que me despertou o interesse pela temática. Diante dos desafios para alcançar o público masculino na Atenção Básica, fiquei imaginando que a UBS de Resistência também poderia pensar essa oferta no território. “Por que não?” Nesse sentido, iniciamos a discussão no serviço e, simultaneamente, foi constituído um grupo de trabalho para a elaboração das Diretrizes do Pré-natal do Parceiro no município de Vitória, no qual participamos. Nesse grupo, foi elaborado as diretrizes e fluxos do pré-natal do parceiro. A UBS Resistência foi escolhida para ser o projeto “piloto” de implantação/implementação do pré-natal do parceiro no município juntamente com mais duas Unidades de Saúde. Nesse contexto, foi organizado um plano operativo que continha participação no colegiado gestor, reunião de equipe para apresentação da estratégia e logo após foram realizados oficinas com os todos os profissionais da unidade de saúde para implantação do fluxo na UBS. E o resultado disso? Participação do homem no Pré-natal, promovendo o autocuidado e o seu comprometimento com o cuidado da mulher e da criança, ao mesmo tempo, que ampliou o acesso do homem aos serviços e ações de saúde da Atenção Básica. Digo que estamos em um processo, que inicialmente, poderia se pensar que não daria certo, não teria adesão. Entretanto, hoje, faço a seguinte pergunta: Será que de fato o homem não quer cuidar da saúde? Nossa experiência mostra que estamos no caminho certo e acredito que tudo parte da oferta. E nesse processo me coloco junto com as enfermeiras, acolhendo, escutando e ofertando o pré-natal do parceiro. E assim tenho contribuído durante o atendimento à gestante, com o casal e nos encontros de grupo de gestante e parceiro na UBS. Por tudo isso e muito mais que a “Saúde é meu lugar”.

Comentários:

Para enviar comentários você deve estar autenticado, clique aqui para se autenticar.

Zilma Ferreira da Conceição

assistente social
ES / Vitória
Ver perfil
sidebar:
Widget: 12:
Widget: Mais histórias 9:

Mais histórias

afterContent: