highlighted:

Tuberculose Oral- Você Reconhece essa Manifestação?

Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Whatsapp Compartilhar por e-mail

A Secretaria Municipal de Saúde  através da Equipe de ESF e Equipe de Saúde Bucal, realizou no dia 10 de Abril de 2019 o 1º Encontro com os Idosos da Zona Rural de Santa Rita do Tocantins ( P.A. São Judas Tadeu e P.A. Lago Verde). TUBERCULOSE E ODONTOLOGIA FOI O TEMA ABORDADO.

A Cirurgiã-Dentista da ESF Drª Denize Grazzieli da Silva ministrou uma palestra para os jovens da 3ª Idade, onde falou que a avaliação do paciente é o primeiro passo na assistência odontológica, onde possibilita que o dentista identifique o paciente com a doença ativa, reconhecendo possíveis queixas e sintomas indicativos de tuberculose, ou ainda constatar a possibilidade de exposição á doença;

Em caso de doença ativa, o paciente deve receber somente cuidados para urgências odontológicas;

Em caso de alta por cura, o paciente pode ser tratado normalmente. As manifestações bucais da tuberculose aparentemente, têm nas superfícies das mucosas traumatizadas o local de predisposição para o desenvolvimento da lesão, base da língua é o local mais comum. As úlceras poem ser do tipo verrucoso, ulcerativo ou nodular.

Doenças debilitantes como a tuberculose, podem predispor á doença periodontal por diminuírem a ressitência tissular a irritantes locais e criar uma tendência para a reabsorção do osso alveolar.

Diabetes, Infecção pelo vírus HIV, tratamentos prolongados com corticosteróides, terapia imunossupressora, desnutrição e doenças renais crônicas entre outras aumentam o risco de progressão de infecçãi para a doença;

prevenção: vacina. Pessoas com tosse a mais de 3 meses devem procurar a UBS mais próxima para consulta médica.

Quem tem risco de adoecer? Pessoas que vivem com doentes de TB pulmonar em lugares fechados com pouca ventilação; e aquelas com condições de saúde, alimentação e habitação precária.

Tratamento: varia, mas é em torno de 6 meses. As medicações são fornecidas pelo SUS, com o tratamento as chances de cura são altas.

Após a palestra informativa foi realizado atuaização da caderneta de vacinação pelas Técnicas de Enfermagem Eliene Deodato e Reury.

Galeria de imagens


Comentários:

Para enviar comentários você deve estar autenticado, clique aqui para se autenticar.
afterContent: