highlighted:

Minha experiencia na 1º Mostra de vivências nos territórios de saúde do Tocantins.

Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Whatsapp Compartilhar por e-mail

Aos dias 22 do mês de Novembro, aconteceu na cidade de Palmas, capital do estado do Tocantins, a 1º Mostra de de vivências nos territórios de Saúde, onde tive o privilegio de apresentar aos participantes e convidados, minha experiência em uma ação desenvolvida em meu municipio de atuação, onde me senti lisonjeada por ter sido escolhida diante de tantos trabalhos publicados. 

A experiência apresentada foi,

Setembro Amarelo: Dia de prevenção ao suicídio no município de Santa Rita do Tocantins: “Motivos para viver e se amar”

Para marcar as atividades do Setembro Amarelo, a Secretaria de Saúde em parceria com as Secretarias de Assistência Social e de Cultura, Juventude e Esporte realizaram uma ação de “Conscientização à Prevenção do Suicídio” no dia 21 de Setembro de 2018 para toda a população de Santa Rita do Tocantins.
A ação contou com a presença dos alunos das escolas da rede municipal e estadual do nosso município, profissionais de saúde, e população em geral.
Iniciamos a nossa ação com um momento de interação entre os participantes, onde os mesmos seguravam plaquinhas oferecendo “Abraço grátis”, em sinal de apoio às pessoas que sofrem e que precisam de ajuda.
Em seguida a psicóloga do NASF-AB Jéssica Toneloto Mendes, fez uma roda de conversa onde abordou sobre o tema suicídio, relatando os altos índices que hoje é a 4º causa de morte entre os jovens, enfatizando que a maioria desses poderiam ser evitados com apoio psicológico, direcionado aos estudantes que ali estavam presentes, falou sobre assuntos polêmicos como a automutilação e brincadeiras de redes sociais que faziam apologia ao suicídio. Além disso, falou sobre os sinais que a pessoa pode apresentar até chegar ao ponto de tirar a própria vida, com o intuito de detectarmos precocemente e evitar esse fim trágico, incentivando a população e profissionais a ter empatia com o próximo, mais amor e menos julgamentos.
O momento chave da Ação foi a criação do painel “Motivos para viver e se amar.” Induzindo as pessoas que participavam da ação, a escrever quais os motivos que tinham para viver, para quando passassem por momentos tristes e situações difíceis se lembrassem que os motivos pra viver são maioria, que elas não estão sozinhas e que a morte não é a solução, entre os motivos escritos foram colocados: Família, amigos, sonhos, filhos, cantar, dançar, brincar, praticar esportes etc..
Nossa ação foi finalizada com uma apresentação cultural, uma dança performática com tema suicídio realizado pelo “Ballet Municipal Borboletas do Cerrado”.

 

 

 

Galeria de imagens


Comentários:

Para enviar comentários você deve estar autenticado, clique aqui para se autenticar.

Duane Saraiva

enfermeira da estratégia saúde da família
TO / Santa Rita do Tocantins
Ver perfil
afterContent: